[Infográfico] A História de Ayrton Senna

A História de Ayrton Senna

Gostou da história de Ayrton Senna?
Compartilhe este infográfico no seu site!

Ayrton Senna
O maior Ídolo do Brasil

Nascido na cidade de São Paulo, em 21 de março de 1960, Ayrton Senna se consagrou como um dos melhores pilotos de Fórmula 1. Além de ter conquistado o campeonato mundial por 3 vezes, foi vice-campeão nos anos de 1989 e 1993.

Filho de um empresário, o interesse de Ayrton Senna por automóveis foi despertado desde cedo. Graças aos incentivos do pai, Senna pegou gosto pela corrida quando ainda era criança.

Após ser presenteado com um kart feito pelo pai, o menino impressionou ao demonstrar saber conduzi-lo muito bem com apenas 4 anos de idade. Aos 9, demonstrava sua impressionante habilidade com o jipe que pilotava nos espaços rurais de propriedade da família.

Com 13 anos, Ayrton começou a competir em provas de kart e em 1973 veio sua primeira vitória no kartódromo de Interlagos.

Alguns recordes marcaram sua carreira, entre eles a conquista de 4 vitórias no mesmo dia quando competia em uma prova de kart.

A carreira de Ayrton Senna começou a alçar voo internacional quando, em 1981, ele foi para a Europa e ganhou o campeonato inglês de Fórmula Ford 1600, competindo como piloto pela fábrica da Van Diemen.

Entretanto, devido a falta de patrocinadores e pela falta de apoio da família, que temia por sua segurança nas perigosas pistas europeias, Ayrton acabou largando o mundo das corridas para se dedicar à administração de uma loja de materiais de construção que seu pai havia montado na zona norte de São Paulo.

Mas a interrupção na carreira do piloto não durou muito tempo. Já no início do ano de 1982, Ayrton decidiu retornar à Europa para tentar ser bem-sucedido naquilo que mais gostava de fazer.

Sua insistência rendeu frutos e, em 1982, representando a equipe Rushen Green Racing, Senna se tornou campeão não somente europeu, mas também britânico, na Fórmula Ford 2000.

Até aquele momento, Ayrton Senna ainda utilizava o sobrenome Silva. Porém, em uma jogada de marketing, já que “Silva” era muito comum no Brasil, Ayrton adotou o sobrenome de solteira de sua mãe, Senna.

E, ainda em 1982, já como Ayrton Senna, o piloto venceu uma corrida na Inglaterra chamada “Shell Super Sunbeam for Celebrities”.

Em novembro do mesmo ano, Senna correu e venceu em sua primeira participação na Fórmula 3.

Depois da vitória, Ayrton ainda não tinha toda a visibilidade que desejava, mas voltou para o Brasil admirado por fãs conterrâneos e jornalistas que acompanhavam os feitos de sua carreira.

Ao pisar em solo nacional, o piloto foi convidado a participar, em dezembro de 1982, de uma corrida especial de encerramento da temporada da recém-criada categoria de Superkarts.

Ayrton Senna venceu aquela corrida com pelo menos 1 segundo de vantagem em relação aos outros 41 participantes.

Em 1983, Ayrton Senna foi campeão do campeonato inglês de Fórmula 3, com 13 vitórias em 21 corridas, sendo 9 delas consecutivas. Além disso, Senna também saiu vitorioso no Grande Prêmio de Macau.

Ainda em 1983, o grande momento chegou e Ayrton Senna testou pela primeira vez um carro de Fórmula 1.

Pela Williams, Senna bateu o recorde da pista de Donington Park. Em seguida, realizou alguns testes pela McLaren e foi mais rápido que outros 2 grandes pilotos da categoria, Martin Brundle e Stefan Bellof.

Quando o ano de 1983 se aproximava do fim, Senna já não era o piloto sem patrocínio e sem prestígio de 1982. Tanto que a Rede Globo criou um especial exclusivo na televisão denominado Ayrton Senna Especial – Do Kart à Fórmula 1, por meio do qual foi contada sua trajetória no mundo do automobilismo.

Em 1984, Senna participou de sua primeira corrida de fórmula 1 pela Toleman. Ele marcou seu primeiro ponto no campeonato mundial em Kyalami, na África do Sul. E repetiu o resultado 2 semanas depois, no Grande Prêmio da Bélgica.

Ainda em 1984, em um evento realizado pela inauguração do circuito de Nürburgring, Senna ganhou uma corrida realizada com ex-campeões da Fórmula 1 em que todos corriam com o mesmo carro.

No GP de Mônaco de 1984, Senna chegou em primeiro após a corrida ser interrompida 31 vezes por conta da chuva, mas por questões técnicas teve a classificação invalidada.

Largando na pole position sob forte chuva, Senna conseguiu sua primeira vitória na Fórmula 1, no GP de Portugal, em 1985.

Ainda 1985, no GP da Bélgica, Senna conseguiu sua segunda vitória, também sob chuva.

No ano de 1986, Senna adotou a estratégia de não trocar os pneus durante as corridas para tentar compensar a inferioridade de seu carro em comparação aos carros da Willians e McLaren.

Em 1987, Ayrton Senna ganhou duas corridas seguidas, o GP de Mônaco e o GP dos Estados Unidos, chegando à liderança do campeonato.

Em 1988, Senna se juntou à McLaren e conquistou seu primeiro campeonato mundial.

Em 1990, Ayrton ganhou seu segundo campeonato mundial na Fórmula 1.

Em 1991, Senna chegou ao seu terceiro título mundial.

Em 1993 Ayrton ganhou o GP do Brasil e o GP da Europa, em Donington Park, sob chuva.

Em 1994 Ayrton Senna realizou o desejo de se juntar à Willians e, no mesmo ano, faleceu em um acidente automobilístico no GP de San Marino, na Itália. O piloto perdeu a direção do carro e se chocou de forma violenta com um muro de concreto após não conseguir completar uma curva.

O legado de Ayrton Senna rendeu a colocação de seu nome na estação Jardim São Paulo-Ayrton Senna e no kartódromo de Interlagos, onde Ayrton venceu sua primeira prova de kart.

Em vida, Senna doou quantias significativas para causas administradas por amigos. O piloto também deixou trabalhos filantrópicos que visavam ajudar, principalmente, crianças carentes. Antes de morrer, fundou o Instituto Ayrton Senna, focado em dar apoio e assistência às crianças pobres brasileiras.

Frases de Ayrton Senna

  1. “Na adversidade, uns desistem, enquanto outros batem recordes.”
  2. “Se você quer ser bem-sucedido, precisa ter dedicação total, buscar seu último limite e dar o melhor de si.”
  3. “No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.”
  4. “O segundo nada mais é do que o primeiro dos perdedores.”
  5. “Podem ser encontrados aspectos positivos até nas situações negativas e é possível utilizar tudo isso como experiência para o futuro, seja como piloto, seja como homem.”
  6. “Quando penso que cheguei ao meu limite, descubro que tenho forças para ir além.”

Gostou da história de Ayrton Senna? Você também pode gostar da história de Jack Ma.

Baixe agora de graça antes que você perca a chance!

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

27 Compart.
Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket