A História de Bill Gates

Infográfico feito por engrandece.com





Bill Gates Um Computador em Cada Mesa William Henry Gates III, mais conhecido como Bill Gates, nasceu no dia 28 de outubro de 1955 nos Estados Unidos. Ele é largamente conhecido por ter sido o homem mais rico do mundo. Gates conseguiu manter esse posto de maneira consecutiva por vários anos. Hoje ele é o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna">

Infográfico feito por engrandece.com





Bill Gates Um Computador em Cada Mesa William Henry Gates III, mais conhecido como Bill Gates, nasceu no dia 28 de outubro de 1955 nos Estados Unidos. Ele é largamente conhecido por ter sido o homem mais rico do mundo. Gates conseguiu manter esse posto de maneira consecutiva por vários anos. Hoje ele é o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna">[Infográfico] A História de Bill Gates – Engrandece.com

[Infográfico] A História de Bill Gates

a história de Bill Gates

Gostou da história de Bill Gates?
Compartilhe este infográfico no seu site!

Bill Gates
Um Computador em Cada Mesa

William Henry Gates III, mais conhecido como Bill Gates, nasceu no dia 28 de outubro de 1955 nos Estados Unidos.

Ele é largamente conhecido por ter sido o homem mais rico do mundo. Gates conseguiu manter esse posto de maneira consecutiva por vários anos. Hoje ele é o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna avaliada em U$92 bilhões.

Bill Gates tem um importante papel na história. Junto de Steve Jobs, ele foi uma das pessoas que liderou a revolução dos computadores pessoais.

Além de todo o seu papel como empresário e patrono do computador pessoal, Bill Gates também fez importantes contribuições no mundo.

Ele é um dos maiores filantropos do mundo. Gates é o homem que já chegou a doar mais de U$20 bilhões de dólares, e até hoje é um membro importante no combate de várias doenças sem cura.

Quando jovem, Bill Gates era uma máquina de aprender, ele vivia lendo. Durante boa parte da sua infância e adolescência era considerado um garoto comum, que era apenas apaixonado por leitura.

Apesar de sua paixão, Gates passou por um período na adolescência que era pautado pela falta de sentido. E foi naquele momento que curiosamente ele teve contato pela primeira vez com um computador, em uma escola particular em sua cidade natal.

A partir daquele momento Bill Gates começou a passar todo o seu tempo livre com a curiosa máquina, que além de muito cara, parecia ser extremamente promissora.

Naquela escola, Gates conheceu Paul Allen, um jovem que era extremamente parecido com ele. Allen também passava o tempo todo tentando entender as possibilidades do computador que sua escola permitia o acesso.

Bill Gates foi admitido na Universidade de Harvard com uma altíssima pontuação, mas mesmo dentro da faculdade, ele não conseguia parar de pensar em computadores e em programação.

Gates faltava em algumas aulas, passava a noite programando, não estudava e ainda conseguia tirar notas excelentes em suas provas.

Um dos primeiros computadores pessoais lançados foi o Altair 8800. Ao entrarem em contato com o computador, Bill Gates e Paul Allen chegaram a uma certeira conclusão: dentro de alguns anos seria possível ter um computador em casa, e as pessoas poderiam fazer o que quisessem com a máquina.

Bill e Paul ficaram encantados com o computador, mas eles ficaram ainda mais encantados com a nova possibilidade que havia surgido: programar para o próprio Altair 8800.

Gates e Allen desenvolveram juntos um interpretador da linguagem de programação daquele computador. Basicamente, eles criaram um software para o computador Altair 8800.

Depois de relativo sucesso na venda daquele produto, Bill Gates e Paul Allen decidiram abrir uma empresa focada exclusivamente no mercado de programas para computadores pessoais. Em 4 de abril de 1975 a Microsoft foi fundada.

Apesar do momento de felicidade, Bill Gates rapidamente percebeu que teria que fazer uma difícil escolha em sua vida: permanecer em Harvard ou empreender na Microsoft. Era uma coisa ou outra.

Indo contra o mundo, Bill Gates seguiu o seu instinto e deu o passo que era necessário para fazer aquilo que amava.

Por intermédio da mãe, Bill Gates conseguiu ser apresentado para o CEO da IBM. Só que no primeiro momento, o contato não foi muito interessante. Na realidade, foi apenas uma suposta cordialidade cotidiana.

Vários executivos da IBM não estavam convencidos de que a Microsoft, e que principalmente o garoto Bill Gates, que fundou a empresa com apenas 19 anos, seria capaz de fazer um negócio daquela magnitude.

Foi aí que Gates e seu amigo Paul Allen compraram um sistema operacional de uma pequena empresa chamada Seattle Computer Products. Em seguida, eles adaptaram o sistema e o chamaram de MS-DOS.

O MS-DOS foi primeiro e gigantesco acerto de Bill Gates em toda a indústria. O sistema foi popularizado pela avalanche de computadores IBM, e permaneceu ativo por cerca de 20 anos no mercado.

Além do sucesso do sistema operacional, Bill Gates conseguiu um sucesso ainda maior: os direitos autorais de todo o código fonte do software que era necessário para que os computadores da IBM rodassem.

Os executivos na IBM não acreditaram que o software fosse valer tanto, simplesmente pensavam que as pessoas comprariam o produto pela máquina.

Com essa jogada, por cada computador pessoal que a IBM vendesse com o MS-DOS instalado, ela deveria pagar uma pequena taxa de licença para Gates.

Durante os anos posteriores, dezenas de computadores diferentes surgiram no mercado. Cada um com o seu hardware especifico, e cada um com as suas variantes de preço e de funcionalidades.

Mas como Bill Gates havia imaginado, todas as máquinas necessitariam de um sistema operacional para que realmente se tornassem funcionais.

Com os direitos autorais do código fonte do MS-DOS, a Microsoft vendeu seu sistema operacional para praticamente todos os computadores do mercado.

Isso fez com que a indústria de softwares e a própria Microsoft crescessem em um ritmo assustador. Em menos de 10 anos a empresa quadruplicou seu número de funcionários e, como era de se esperar, uma larga parcela dos computadores no mundo inteiro rodava o MS-DOS.

Mesmo com uma empresa multimilionária e reconhecida mundialmente, Gates buscava constantemente a evolução. Foi com esse pensamento que vários produtos clássicos da Microsoft começaram a surgir: Word, Windows, PowerPoint e Excel.

Bill Gates sempre manteve uma visão de compatibilidade aberta entre software e hardware, o que se mostrou uma escolha fundamental para que a Microsoft dominasse completamente o mercado.

A Microsoft desenvolvia um sistema operacional, programas auxiliares, que na maioria das vezes deveriam ser utilizados no próprio sistema da Microsoft, e não existiam competidores de software na indústria a altura de competir com a empresa de Gates.

Essa visão de negócios que possibilitava uma visão macro do mercado, mercado que praticamente nem existia, foi um dos grandes diferenciais de Bill Gates em relação a qualquer outro grande homem de negócios de sua época.

De 1985, quando o Windows 1.0 foi lançado, até 1995, quando o Windows 95 foi lançado, a Microsoft se tornou a maior empresa de software do mundo. Essa conquista rendeu a Bill Gates o posto de homem mais rico do mundo e de homem mais influente de toda a indústria de computadores.

Em 1998 Bill Gates promoveu um amigo de longa data, Steve Ballmer, a presidente da Microsoft, e passou a ser menos ativo nos processos decisórios da empresa.

Gates foi aos poucos se desvencilhando da Microsoft até que em 2006 anunciou que deixaria, até 2008, de modo progressivo, o cargo de diretor da companhia.

Em junho de 2008 Bill Gates saiu definitivamente da Microsoft e passou a se dedicar completamente aos seus projetos filantrópicos, principalmente a fundação de caridade Bill & Melinda Gates.

Mas mesmo tendo saído da Microsoft, Bill Gates atua como chairman e conselheiro no desenvolvimento de projetos-chave na empresa. Ele dedica um dia na semana para esses assuntos.  

Frases de Bill Gates

  1. “Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever – inclusive a sua própria história.”
  2. “O sucesso é um professor perverso. Ele seduz as pessoas inteligentes e as faz pensar que jamais vão cair.”
  3. “Se você nasceu pobre, não é erro seu. Mas se você morrer pobre, a culpa é sua.”
  4. “É ótimo celebrar o sucesso, mas mais importante ainda é assimilar as lições trazidas pelos erros que cometemos.”
  5. “Inteligência é a capacidade de absorver informação em tempo real. De fazer perguntas que façam sentido. É ter boa memória. É traçar pontes entre assuntos que não parecem estar relacionados e inovar ao fazer essas conexões.”
  6. “Pensando no próximo século, os líderes serão aqueles que capacitarem outros.”
  7. “Eu estou certamente bem em relação a comida, roupas e tudo que preciso para viver. O dinheiro não tem utilidade para mim além dessas necessidades. Meu objetivo com o dinheiro é ter uma empresa forte e ajudar os mais pobres.”
  8.  “Tente uma, duas, três vezes. Se possível tente a quarta, a quinta e quantas vezes for necessário. Só não desista nas primeiras tentativas. A persistência é amiga da conquista. Se você quer chegar aonde a maioria não chega, faça o que a maioria não faz.”

Gostou da história de Bill Gates? Você também pode gostar da história de Henry Ford.

Garanta agora seu livro grátis para descobrir e copiar as 7 crenças que todas as pessoas de sucesso cultivam.

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket