Como Deixar de Ser Perfeccionista: 5 Dicas de Quem é

Você se culpa e fica chateado quando as coisas não saem como o esperado porque não são “milimetricamente” perfeitas, como você queria que fosse?

Você olha para o lado e se compara com os outros, pensando que a sua vida poderia ser mais perfeita?

Você convive pessoas que não são “perfeitas” e você pensa que elas deveriam ser?

Eu te entendo perfeitamente, porque eu também sou um perfeccionista.

Por isso, por eu sempre querer tudo perfeito e muitas vezes me chatear com isso, eu fui entender como deixar de ser perfeccionista.

O perfeccionismo ao extremo gera muitas complicações na vida e está associado diretamente à ansiedade, depressão e até distúrbios alimentares.

Acreditar na ilusão da perfeição vai acabar com a sua vida, em todos os sentidos.

Por isso, saber como deixar de ser perfeccionista e se permitir ter uma vida normal, com erros e acertos, é essencial para todas as pessoas.

Não conseguir lidar bem com a busca pela perfeição pode te levar para um caminho infeliz e solitário.

Sendo assim, se você sabe que é um perfeccionista de carteirinha, eu aconselho fortemente que você continue a leitura deste conteúdo.

Porque você vai aprender 5 dicas para lidar melhor com o perfeccionismo e viver uma vida mais leve.

ATENÇÃO
Antes de continuar a sua leitura você pode baixar gratuitamente o meu novo livro digital As 7 Poderosas Crenças Para Viver Uma Vida Sem Limites clicando aqui.

O Que Significa Perfeccionismo?

Muitas pessoas se perguntam o que é o perfeccionismo.

Se você olhar no dicionário, a definição de perfeccionismo é a seguinte:

1. Tendência de obstinar-se em fazer as coisas com perfeição.

A psicóloga clínica Linda Blair, escrevendo para o The Guardian, descreve um perfeccionista como:

Quem luta pela perfeição, por uma criação perfeita, resultado ou desempenho. Eles acham difícil delegar, mesmo que isso signifique negligenciar sua saúde, relacionamentos e bem-estar em busca de um resultado ‘perfeito’.

Segundo a psicologia, perfeccionismo é:

Um traço de personalidade caracterizado pelo esforço de uma pessoa pela perfeição e pelo estabelecimento de altos padrões de desempenho, acompanhados por autoavaliações críticas e preocupações em relação às avaliações dos outros.

Você se identifica com essas definições?

O perfeccionismo pode se manifestar de 3 formas:

  1. Perfeccionismo auto orientado: o perfeccionista exige a perfeição de si mesmo.
  2. Perfeccionismo orientado aos outros: o perfeccionista exige que os outros sejam perfeitos.
  3. Perfeccionismo socialmente prescrito: o perfeccionista acredita que os outros só irão gostar dele se ele for perfeito.

Perfeccionismo Ajuda ou Atrapalha?

Em certo nível, o perfeccionismo pode ser até saudável.

O perfeccionismo pode gerar motivação para que você persista diante das dificuldades e do desânimo, quando busca uma grande conquista.

As pessoas que conseguem levar o perfeccionismo como um propulsor, ou seja, como algo que serve para impulsioná-las em direção aos seus objetivos, são mais focadas na realização do sucesso do que no medo do fracasso.

O problema é quando o perfeccionismo se torna uma doença.

Em sua forma patológica, quando você leva a perfeição ao extremo e se torna neurótico, o perfeccionismo causa sérios problemas para a sua vida.

Quando você é perfeccionista ao extremo, mesmo que tenha muitos objetivos, você os mantém esquecidos na gaveta e procrastina até “nunca mais” por você não saber como fazer as coisas do jeito “certo”.

Quando você é extremamente perfeccionista, as outras pessoas nunca serão do jeito que você quer que elas sejam e a sua vida nunca será do jeito que você quer.

O perfeccionismo excessivo também pode levar você a fazer de tudo para se sentir aceito pelas outras pessoas.

Não é muito difícil saber onde isso vai levar.

Uma vida em que você vive eternamente insatisfeito é uma vida infeliz.

É por isso que você precisa aprender como deixar de ser perfeccionista.

Qual é o Seu Nível de Perfeccionismo?

Existem níveis e níveis de perfeccionismo.

Abaixo seguem 8 traços de um perfeccionista clássico:

  1. Acredita que erros são inaceitáveis e é o primeiro a corrigir qualquer mínimo erro.
  2. É extremamente específico a respeito de como as coisas devem ser feitas e tem dificuldade para trabalhar com pessoas “imperfeitas”.
  3. Acredita no “tudo ou nada”. Ou ele faz tudo perfeito ou não faz nada.
  4. É excessivamente duro consigo mesmo sempre que alguma coisa dá errado.
  5. Fica triste quando não atinge os próprios objetivos de perfeição.
  6. Tem padrões elevadíssimos e não abre mão deles, mesmo se desgastando muito.
  7. Procrastina para esperar o momento “certo”.
  8. Gasta muito tempo para aperfeiçoar detalhes irrelevantes.

Quantas destas características se aplicam no seu caso?

Eu, por exemplo, sou um grande perfeccionista – e tirando a característica de número 7, eu me encaixava em todas.

Eu sou apaixonado por fazer o melhor que eu posso fazer. Por ser o melhor que eu posso ser. Por isso, naturalmente, busco dar o melhor de mim em tudo o que eu faço.

Mas, em um momento, eu percebi que este traço estava mais atrapalhando do que ajudando.

E foi aí que eu decidi que iria mudar.

É por isso que eu falo, por experiência própria, que você pode deixar de ser – tão – perfeccionista.

Como Deixar de Ser Perfeccionista

É importante ressaltar que quem é perfeccionista dificilmente deixará de ser.

A ideia não é mudar a sua personalidade, mas fazer com que você consiga ser um perfeccionista saudável, atingindo o equilíbrio.  

Confira os passos abaixo e veja como lidar com o perfeccionismo.

1. Entenda as Causas do Perfeccionismo

Na maior parte das vezes o perfeccionismo esconde um problema de autoestima.

Muitas pessoas perfeccionistas nutrem sentimentos de inferioridade e inadequação, além de apresentarem baixa autoconfiança.

Será que este é o seu caso?

Não há vergonha nenhuma nisso.

Admitir para si mesmo que você tem um problema é o primeiro passo para que você consiga mudar.

A partir do momento que você admite e aceita o seu problema, aí sim você fica apto para lidar com a causa real do perfeccionismo.

Portanto, você precisa pensar a respeito de si mesmo e ser 100% honesto. Qual é a real causa de você ser tão perfeccionista?

Se for um problema de autoconfiança, você sempre pode desenvolver a sua autoestima.

É só a partir do momento que entende a razão que você consegue lidar melhor com o perfeccionismo, porque aí você sabe o que deve ser feito para tratar a causa, e não o sintoma.

2. Cometa Erros

Uma das razões porque você pode ser perfeccionista é o medo de errar.

Não existe problema nenhum em cometer erros.

Todos os humanos cometem erros, não há como ser diferente.

Por isso, não tenha medo de errar. Aliás, comece a errar de propósito, para que você trabalhe contra o seu perfeccionismo extremo.

Se exponha, gradativamente, aos erros para que você mostre para si mesmo que cometer erros é normal e que está tudo certo.

Faça, propositalmente, coisas imperfeitas. Você precisa se treinar para ser imperfeito. Lute contra a sua emoção perfeccionista e faça algo sem aperfeiçoá-lo.

Eu não estou dizendo para você trabalhar mal. Eu estou falando para você deixar de lado os detalhes que realmente não importam.

Principalmente em atividades que não são tão importantes assim.

3. Livre-se da Mentalidade 8 ou 80

Um dos principais meios de diminuir o seu perfeccionismo é remover a mentalidade 8 ou 80.

Ou seja, a mentalidade tudo ou nada, onde não existe meio termo. Ou é perfeito ou não existe.

Essa mentalidade, por mais que pareça uma injeção de motivação, é completamente destrutiva e foge da realidade.

Afinal, é impossível ver alguém, independente da atividade, que não tenha falhado antes de ter sucesso.

A realidade é simples: você precisa progredir para chegar no seu objetivo. E não há como progredir sem falhar. Falhas e perfeição não combinam.

Além de causar frustração e desgaste, tanto físico quanto mental, você acaba perseguindo algo completamente fora da realidade.

Você só consegue realizar uma grande meta tentando muitas vezes. E, ao tentar, inevitavelmente você vai falhar miseravelmente.

Se você não estiver disposto a deixar de lado o “tudo ou nada”, talvez você nunca conseguirá reconhecer que fracassar faz parte do caminho do sucesso.

E não reconhecer este fato impedirá que você alcance tudo o que você quer na vida.

Para eliminar a mentalidade 8 ou 80, leve consigo o lema “feito é melhor que perfeito” – que é diferente de “mal feito é melhor do que não feito”.

Foque em progresso, não em perfeição.

Apenas faça. Se falhar, aceite e aprenda com o erro.

Afinal, você saberá que está no caminho mais seguro para garantir que, uma hora ou outra, o sucesso seja alcançado.

4. Não Atrele Sua Identidade Aos Fatos

Você que é perfeccionista sabe o quanto é difícil não levar tão a sério os seus objetivos. Na verdade, eu diria que é quase impossível.

É importante se apegar aos objetivos e fazer o máximo para alcançá-los. Porém, isso não significa que você deve pensar que é um fracassado ou um inútil por não ter conseguido alcançar um objetivo no tempo que estipulou como prazo.

Você é mais do que os seus objetivos. Não existe sentido em se castigar por algo não ter saído exatamente como o planejado.

Talvez você pense: “Ah, mas só dependia de mim!”

Bom, você pode ter ido pelo caminho errado, ter estipulado um prazo muito apertado ou talvez tenha surgido um imprevisto não esperado.

Nem tudo depende apenas de você, e por isso você não se deve cobrar pela responsabilidade de tudo.

Além disso, você não deve cair na armadilha de achar que você é o seu objetivo.

Algumas pessoas acreditam que seus objetivos representam diretamente quem elas são. E quando elas falham, caem no erro de se atrelarem aos fatos.

Por exemplo, um perfeccionista que quebra uma empresa, tira uma nota baixa ou termina um relacionamento, pode pensar:

Eu fali a minha empresa, eu sou um fracassado.

Eu tirei uma nota baixa, eu sou um burro.

Eu perdi a pessoa que eu amava, eu sou um fracasso no amor.

Em todas as frases, o perfeccionista sempre acredita que ele é o responsável, porque ele deveria ter feito tudo perfeitamente.

O perfeccionista pensa no “eu”. Eu sou, eu isso, eu aquilo.

Esta atitude está diretamente ligada com os 2 tipos de mindsets que existem.

Para equilibrar o seu nível de perfeccionismo, entenda que você não faz parte do problema. Não una a sua identidade ao fato.

Você não é um fracasso, você fracassou.

Essa é uma simples diferença que gera uma grande mudança.

5. Delegue e Desapegue

Esse é um verdadeiro teste para um perfeccionista.

Eu era um perfeccionista que ficava angustiado quando pensava que deveria delegar algumas tarefas.

Se esse é o seu caso, e você está realmente buscando entender como lidar com o perfeccionismo, talvez esse passo possa ser mais difícil para você.

Trabalhar em equipe não é um dos pontos fortes de pessoas perfeccionistas.

Na verdade, para você pode parecer muito mais garantido cumprir as suas tarefas sem delegar e depender do trabalho de outras pessoas.

Você pode pensar que “ninguém sabe fazer do meu jeito”, por isso só você pode fazer.

Além disso, talvez você imagine que ensinar outra pessoa pode te trazer grandes dores de cabeça.

O problema de fazer tudo sozinho é que você se sacrifica como um todo e permanece preso.

Você negligencia a sua saúde, os seu relacionamentos, o seu tempo livre e, de modo geral, a sua qualidade de vida.

Se você não quer mais isso para sua vida, é necessário aprender a focar no que é importante e aceitar que você precisa contar com a ajuda de outras pessoas.

Antes de tudo, pense nos 20% de atividades que geram 80% dos seus resultados. É nessas atividades que você deve manter o seu foco.

A pior coisa que você pode fazer é buscar a perfeição em uma atividade pouco relevante, que não vai trazer muitos resultados para você.

Portanto, quais são as atividades que você vai se dedicar exclusivamente para fazer e quais você vai delegar?

Depois disso, o que você deve fazer é procurar pessoas para trabalhar com você e delegar para elas todas as tarefas que não são extremamente importantes.

Quando encontrar essas pessoas você deve treiná-las desenvolvendo um bom relacionamento com elas.

Se você não sabe como, aprenda a delegar de forma eficaz.

Traga essas pessoas para a sua realidade explicando e deixando bem claro o que precisa ser feito e como você quer que seja feito.

Estimule a pessoa que você lidera para que ela entregue o melhor que puder, mas no início não espere demais.

Durante este processo, entenda que, no começo, talvez você não goste dos resultados e relute em continuar.

Eu sei bem o que é isso.

Mas você precisa dar tempo ao tempo.

Você precisa entender que a outra pessoa está aprendendo sobre o jeito que você gosta que as coisas sejam feitas.

Por isso, é normal que nas primeiras semanas, devido a adaptação, muitas dúvidas e alguns probleminhas surjam.

Mantenha sempre em mente que esta situação é temporária.

No começo pode piorar, mas em médio e longo prazo as coisas vão melhorar, e muito. Porque, primeiro, você estará mais livre e, em segundo lugar, porque a pessoa ficará tão boa em realizar aquela tarefa que ela se tornará melhor do que você era.

Conclusão

Não é tão difícil entender como lidar com o perfeccionismo, ainda mais para você que, como perfeccionista, é focado e dedicado. O difícil é realmente conseguir deixar de ser tão perfeccionista.

Mas se você quer deixar de lado o perfeccionismo e se tornar um perfeccionista mais saudável e equilibrado é preciso agir contra o seu perfeccionismo.

Lembre-se que o perfeccionismo não é um problema, até o momento que ele se torna doentio.

Se continuar a ser um perfeccionista extremo, além de perder muitas oportunidades e tempo tentando aperfeiçoar coisas que pouco importam, você vai se frustrar em muitos relacionamentos por esperar que as pessoas sejam o que elas não são.

Por último, você se tornará uma pessoa infeliz e insatisfeita para o resto da vida. Afinal, se nada nunca for perfeito, você estará sempre insatisfeito.

De todas as formas, ironicamente, o seu perfeccionismo vai levar você a qualquer outra coisa que não seja uma vida perfeita.

Você deseja viver uma vida imperfeita só para manter o seu perfeccionismo?

Eu acredito que não.

E então, o que você vai fazer agora para deixar o seu perfeccionismo mais equilibrado?

Deixa um comentário me falando sobre isso.

E se você quiser dar o próximo na sua evolução como ser humano, eu convido você a conhecer o meu treinamento online de desenvolvimento pessoal, caso esteja comprometido em crescer na vida em todos os sentidos.

Garanta agora seu livro grátis para descobrir e copiar as 7 crenças que todas as pessoas de sucesso cultivam.

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket