Como Mudar de Vida: 7 Passos Indispensáveis Para Você Dar

Você sente que a sua vida está paralisada e que você precisa mudar? Você está cansado do estilo de vida que vem levando até aqui?

Você tem pensado em buscar novos caminhos para ser feliz? Você percebe que não há mais sentido em manter algumas áreas da sua vida do jeito que estão?

Alguma coisa diz para você que a sua felicidade depende de uma mudança de vida radical, porém você não faz a mínima ideia de como começar?

Se você faz alguns desses questionamentos, você está descontente. E isso é ótimo.

Porque como dizia Oscar Wilde:

O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação.

Parece que em alguns momentos nós estamos no alto de uma montanha onde não conseguimos mais subir e, ao mesmo tempo, quando olhamos para baixo, enxergamos um grande abismo, não é mesmo?

Então ficamos paralisados e sem saber o que fazer.

Por bastante tempo na minha vida eu me senti preso em uma vida insatisfatória, mas eu não sabia como mudar de vida. Só que a muito custo eu aprendi como mudar, e mudei.

Por isso neste artigo eu vou mostrar para você, através de 7 passos, que a mudança não só é possível, mas necessária para que você alcance os seus maiores objetivos de vida.

ATENÇÃO
Antes de continuar a sua leitura você pode baixar gratuitamente o meu novo livro digital As 7 Poderosas Crenças Para Viver Uma Vida Sem Limites clicando aqui.

Como Mudar de Vida?

1º Passo: A Mudança Surge de Você?

Quando abre as redes sociais você tem a impressão de que todas as pessoas vivem na maior felicidade, não é?

As fotos e selfies mostram pessoas sempre sorrindo, cheias de alegria porque frequentam bons lugares, comem os melhores pratos, se vestem muito bem e se divertem o tempo todo.

Mas a “obrigação” de se enquadrar nos estereótipos da felicidade e realização cria pessoas frustradas, ansiosas e alienadas de si mesmas e da realidade, cria pessoas que buscam sempre por soluções mágicas. Só que na verdade, a realização pessoal não tem que ser padronizada.

Uma pessoa que tem uma excelente renda ou salário pode ser pessoalmente muito ou pouco realizada. Ao mesmo tempo, existem pessoas que têm uma remuneração relativamente pequena que se sentem extremamente realizadas.

Todas as imagens que chegam até nós tentam provar o contrário, mas a verdade é que existem muitas pessoas lindas, infelizes, tristes e depressivas, ou pessoas cheias de privilégios e riquezas, sem nenhuma saúde emocional e física.

Então você precisa refletir a respeito do padrão imposto, da padronização da felicidade. Você sente que precisa mudar para se adequar aos padrões?

Pense no seguinte:

Eu quero mudar de vida porque eu realmente quero? Ou eu estou buscando o “ideal” de sucesso padronizado pela sociedade?

2º Passo: Quem Você é e Quem Deseja Ser?

Vivemos hoje em uma sociedade muito barulhenta. O excesso de apelos externos e ruídos acaba nos ”distraindo de nós mesmos”.

Retornando ao 1º passo, muitas vezes você tenta se tornar alguém que intimamente você não quer se tornar, mas acaba tentando se tornar pela pressão social/familiar.

Por isso você deve “olhar mais para dentro si mesmo”. Por que você quer mudar de vida Quem você é e o que você deseja se tornar?

Você precisa exercitar a busca de suas inclinações e de seus desejos mais profundos. E para exercitar esse autoconhecimento, eu vou falar sobre 3 exercícios sugeridos por analistas comportamentais, coachs e psicólogos.

As 3 Listas

  1. Faça uma lista de coisas de que você gosta – lugares, cores, músicas, diversões, companhias, comidas, situações e atividades que você executa ou desejaria executar mais vezes, no seu dia a dia.
  2. Faça uma lista com os seus 5 maiores valores – o que é mais importante na sua vida?
  3. Faça uma lista com tudo aquilo você já desejou ser – dos seus sonhos da infância e adolescência, quais você não levou adiante, mas ainda sente que gostaria de realizar?

Uma vida gratificante passa por um bom processo de autoconhecimento. Não é fácil, mas é necessário. Então, por favor, faça essas listas agora.

Se hoje você quer entender como mudar de vida, você sente uma inquietação. E essa inquietação é proveniente da falta de congruência interna. Quando todas as partes do seu “eu” não têm congruência, você entra em conflito.

Por isso é preciso entender qual é a falta de congruência – e criando as listas propostas você entende mais a respeito de si mesmo.

3º Passo: Autorresponsabilidade

Antes de mais nada, eu preciso ser sincero com você. A sua vida atual é resultado das escolhas que você fez no passado.

Foram as suas más decisões ou o seu medo de tomar decisões – que também foram decisões – que trouxeram você ao estado em que você se encontra.

Se você odeia o seu trabalho ou o seu casamento e não vê nenhuma possibilidade de mudança para essas situações, você só tem uma decisão a tomar – e você sabe qual é.

Eu não estou sugerindo que você peça demissão ou o divórcio.

O que eu afirmo é que, da mesma forma que o seu presente foi traçado pelas decisões que você tomou no passado, mudar de vida agora exige uma tomada de decisões importantes e corajosas.

Fazer novas escolhas nem sempre é fácil, mas é a única condição para construir a vida que você deseja.

O medo das consequências de uma decisão sempre vai existir. E quando você tomou as decisões que tomou no passado – que criaram a sua vida atual – você também sentiu medo, mas você seguiu em frente.

Então mesmo que você esteja sentindo medo agora você sabe que precisa mudar, e para mudar você precisa tomar uma decisão.

Você precisa, antes de tudo, tomar a decisão de mudar de vida. Essa decisão depende de você assumir a responsabilidade pela sua própria transformação. Esse passo é fundamental, é preciso se autorresponsabilizar pela sua própria mudança.

Você assume a responsabilidade por mudar de vida?

Eu acredito que sim, caso contrário você não estaria procurando por “Como mudar de vida?”, não é mesmo?

Ótimo, então siga para o próximo passo.

4º Passo: Defina o Que Mudar Primeiro

Uma vez que você esteja realmente decidido, defina o seu principal problema, aquele que deve ser modificado imediatamente.

Uma vez que você esteja realmente decidido, defina o seu principal problema. Defina aquele problema  que deve ser modificado imediatamente.

Onde está localizada a sua principal insatisfação? Na sua carreira profissional, no seu local de trabalho, nos seus relacionamentos, na sua vida financeira, no seu próprio corpo, na sua saúde, no seu estilo de vida?

Definir o principal problema da sua vida, na área que você mais deseja mudar, é o melhor a ser feito porque você não consegue mudar de vida radicalmente.

Não há como mudar da noite para o dia. Não há como mudar toda a sua vida de uma vez só. Você muda de vida, gradativamente, passo por passo. E a melhor maneira para começar a mudar de vida é começar pelo problema mais doloroso.

Quando você consegue mudar na área que mais necessita mudar, todas as outras mudanças se tornam mais fáceis.

Então defina agora qual será a primeira mudança na sua vida.

5º Passo: Projeto Para Mudar

Mudar de vida só faz sentido se isso estiver alinhado com os seus propósitos. Por isso é fundamental estabelecer com clareza qual é o seu objetivo.

A pergunta que você deve se fazer é:

Onde eu quero chegar com uma mudança de vida?

O seu objetivo é o destino da sua mudança. O que representa, claramente, a sua mudança de vida? Quando você será capaz de dizer que mudou?

Depois de definir o seu objetivo, você deve traçar o seu caminho. E como fazer isso? Imagine possíveis soluções para realizar a sua mudança de vida. Isso será fundamental para que você comece a se programar e transformar o seu sonho em projeto de vida.

Você se transforma naquilo que você foca, então a sua jornada para mudar de vida vai depender em grande parte do seu foco e da sua capacidade de agir.

Pense nos pequenos passos que você deve dar para solucionar o seu problema e, consequentemente, mudar a sua vida.

No início o seu objetivo pode parecer muito distante. A imagem mental da realização da mudança sempre parece muito distante, então você precisa manter o foco no próximo e pequeno passo, apenas nisso.

A sua meta imediata não é o resultado final, mas só tomar uma pequena atitude. Crie metas mais curtas em direção à mudança. Você pode definir, por exemplo, que o primeiro passo é adquirir novas informações ou entrar em contato com as pessoas certas.

Muitas vezes a meta imediata pode ser dar um telefonema, realizar uma pesquisa na internet, se inscrever para um curso online, comprar um livro etc.

Eu sugiro que você escreva agora, no papel, todos os pequenos passos que você sabe que deve dar para começar a mudar de vida nesse seu primeiro objetivo.

6º Passo: Consistência na Mudança

Se eu precisasse responder para você a pergunta “Como mudar de vida?” em uma única frase, eu falaria para você mudar os seus hábitos.

Você não consegue mudar de vida sem consistência. E você não consegue ser consistente caso você não implemente novos hábitos.

O filósofo grego Aristóteles dizia que ”Somos aquilo que fazemos repetidamente”, ou seja, a nossa identidade é formada pela soma dos nossos hábitos.

Os hábitos são a base do seu sucesso ou fracasso. A sua insatisfação e o seu desejo de mudar de vida estão, certamente, ligados aos seus hábitos atuais.

São os seus hábitos que formam o seu estilo de vida e grande parte dos seus hábitos atuais formaram a configuração da sua vida atual.

Para substituir hábitos ruins por outros – por hábitos que farão você mudar de vida – é preciso decisão, estratégia e persistência.

No 5º passo eu falei para você listar os pequenos passos que você sabe que são necessários para mudar. O que você deve fazer agora é selecionar o mais importante de todos – aquele que impulsionará os outros – e transformar esse passo em um hábito diário.

Um simples hábito diário é capaz dar início a uma grande transformação. A estratégia de escolher um pequeno hábito é interessante porque não demanda um grande sacrifício para ser realizado.

O Grande Poder Para Mudar

Em seu best-seller O Poder do Hábito (The Power of Habit) o jornalista investigativo norte-americano Charles Duhigg afirma que para você mudar de vida em qualquer área é preciso mudar os seus hábitos.

Segundo Duhigg é necessário entender 3 fatores:

  1. Gatilho: uma espécie de ‘click’ que avisa o cérebro sobre qual padrão deve ser acionado.
  2. Rotina: o hábito em si sendo realizado.
  3. Recompensa: O prazer/benefício que o seu cérebro percebe ao realizar a rotina.

Imagine alguém que todos os dias, há muitos anos, chega do trabalho em casa pela noite e sai para correr. Nesse caso qual é o gatilho, a rotina e a recompensa?

O gatilho pode ser, por exemplo, o tênis de corrida que fica ao lado da cama dessa pessoa. Quando ela chega em casa e vê o tênis, o hábito da corrida é acionado. A rotina é o ato de sair na rua e correr, literalmente o hábito. A recompensa pode ser a descarga de endorfina – um dos hormônios da felicidade – que é liberado no organismo da pessoa.

Todo hábito passa por esses 3 fatores e neste artigo eu não vou me aprofundar na questão do hábito, mas se você quiser entender melhor tudo isso eu escrevi um resumo do livro o Poder do Hábito.

O fato é que, como eu falei, para mudar de vida é preciso ser consistente. E para ter consistência é preciso criar hábitos.

7º Passo: Experimente

Depois de selecionar o primeiro novo hábito que você vai introduzir na sua vida, comece a agir para criar esse hábito.

Coloque como meta realizar o pequeno e novo hábito por um tempo não muito longo. As primeiras semanas são fundamentais. Então coloque o seu foco em realizar o seu novo hábito todos os dias, pelos próximos 60 dias.

Durante esse período você perceberá que haverão altos e baixos na sua força de vontade, mas como a meta é pequena e limitada você vai se esforçar para realiza-la.

Você vai perceber que depois de estabelecido o hábito é muito mais fácil determinar uma segunda meta, principalmente porque os resultados começam a aparecer.

E durante o seu período de experimentação, nada e nem ninguém deve ser obstáculo à sua realização. Por isso escolha horários e situações nas quais a possibilidade de alguém interrompa você seja muito baixa. Se for preciso, avise as outras pessoas.

Determine que o seu novo hábito, nessa fase, é a coisa mais importante da sua vida.

Uma estratégia que também ajuda a estabelecer novos hábitos é ter parceiros de apoio. Alguém que queira criar o mesmo hábito pode ajudar muito, além de ocorrer um incentivo mútuo.

Você pode até fazer uma aposta com um amigo que sempre fala que você não vai conseguir. Se você for uma pessoa movida a desafios, isso pode ajudar.

Todos nós sabemos que mudar de vida não é uma missão tão fácil. Então cerque-se de pessoas positivas e comunique a elas a sua decisão. Compartilhar as decisões gera maior motivação e comprometimento.

Além disso, mantenha sempre perto de você um registro do seu progresso. Pode ser uma planilha, um bloco de notas no notebook ou celular, ou até mesmo uma caderno.

As suas metas precisam ser mensuráveis porque se você não consegue medir o seu progresso, ele não é real.

O registro do seu avanço gera múltiplos benefícios. Além de você se motivar porque você percebe que está avançando, você lembra o seu cérebro preguiçoso que você está em um processo sério de mudança de hábitos e de estilo de vida.

A Idade Certa Para Mudar de Vida

Qual é a idade certa para mudar de vida? Será que existe uma idade mínima ou máxima?

Existem alguns filmes como Antes de Partir, com Jack Nicholson e Morgan Freeman, ou o mais recente Elle e John, com Helen Mirren e Donald Sutherland, que mostram personagens octogenários realizando projetos de vida que nunca tinham sido realizados.

Existem também inúmeros casos de pessoas idosas que realizam novos projetos, fazendo coisas que jovens adultos não têm coragem ou fôlego para fazer.

Além disso, existem várias histórias de pessoas muito jovens que fizeram mudanças radicais e verdadeiramente transformadoras em suas vidas.

A grande verdade é que é possível fazer mudanças de vida significativas em qualquer idade. Se você acredita que mudar de vida atualmente é muito difícil porque você tem mais ou menos idade, mude agora mesmo essa percepção de realidade.

Mudar de vida aos 20 anos, mudar de vida aos 30 anos, mudar de vida aos 40 anos, mudar de vida aos 50 anos, ou até mais, requer o mesmo empenho emocional de decisão e esforço pessoal.

Mudar nunca é fácil para ninguém.

Cada momento da vida exige competências e atitudes diferentes para todos, mas cada um enfrenta de igual maneira as exigências da vida específica que vive.

Para cada sonho de mudança existe um caminho a ser trilhado baseado em objetivos, metas e, principalmente, mudança de hábitos.

Algumas pessoas consideram a mudança como uma empreitada ousada e cheia de riscos, e por isso ficam paralisadas. Outras, no entanto, dão guinadas radicais em suas vidas e realizam projetos impensáveis anteriormente.

Então que tipo de pessoa você deseja ser?

Conclusão

Agora você aprendeu como mudar de vida e entendeu também que todo processo de mudança é bastante desafiador.

Quando estiver no meio do processo, você vai se deparar com pessoas ou situações que possivelmente desanimarão você. Além disso, alguns desafios serão um pouco mais difíceis de ultrapassar e podem atrasar o seu progresso.

É preciso, então, que você tenha consciência de que durante o seu processo de mudança, nem sempre você vai caminhar em linha reta, e muito menos em alta velocidade.

Em muitos momentos será necessário refletir, reavaliar, refazer os planos, modificar algumas metas, mudar as suas ações, levantar a cabeça e continuar caminhando.

O mais importante é que você não tenha medo de arriscar e cometer erros. Esse é um dos obstáculos mais perigosos para a sua mudança de vida e um fator que mais leva as pessoas novamente aos velhos hábitos e à frustração.

Você vai perceber que até mesmo aquelas ações que pareciam muito difíceis no início, se forem mantidas dia após dia e até se tornarem rotineiras, se transformarão em necessidades prazerosas e até mesmo em preferências na sua vida.

Mudar conscientemente é uma ação de auto superação. Com o seu novo estilo de vida, você não apenas fará as coisas de maneira diferente, você se tornará uma pessoa diferente e, acima de tudo, uma pessoa melhor, um ser humano evoluído.

Não existe idade para mudar, existe apenas uma decisão.

Se você não começar a mudar agora, quando vai ser?

Baixe agora de graça antes que você perca a chance!

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

19 Compart.
Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket