O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora?

Você sabe o que é aceitação?

Muitos sábios da antiguidade já falaram sobre aceitação.

Mas será que a aceitação é uma coisa boa ou ruim? Será que devemos aceitar completamente a vida, a nós mesmos e as outras pessoas?

A aceitação pode ser tanto ruim quanto boa, dependendo de como você entende essa palavra e de como você age a partir do sentido que dá para ela.

Neste artigo você vai descobrir exatamente o que é aceitação e porque, ao descobrir o verdadeiro sentido da palavra, você pode transformar a sua vida.

ATENÇÃO
Antes de continuar a sua leitura você pode baixar gratuitamente o meu novo livro digital As 7 Poderosas Crenças Para Viver Uma Vida Sem Limites clicando aqui.

O Que Não é Aceitação?

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 1

Para você entender o que é a aceitação, antes você precisa entender o que não é aceitação.

A palavra aceitação pode, muitas vezes, não ser vista como algo positivo. Mas isso acontece porque muitas pessoas atribuem à palavra aceitação um significado muito diferente daquele que realmente é.

A aceitação, definitivamente, não é sinônimo de resignação.

Segundo o dicionário, resignação significa:

Ação de resignar, de se submeter ao desejo de uma outra pessoa ou a ação do destino. Ação de aceitar pacificamente as dores ou sofrimentos da vida.

Por outro lado, a aceitação não é igual ao conformismo, ao vitimismo, a passividade, que são formas de viver a vida sem buscar por mudanças e melhorias, sem se opor ao que é ruim e desagrada.

É comum as pessoas acreditarem que a aceitação é ruim por causa de todos esses outros conceitos.

O Que é Aceitação?

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 3

Aceitação significa consentir, aprovar e receber. É aceitar o que é exatamente como é. Mas aceitar se esforçando proativamente para evoluir e não para regredir.

Aceitar é treinar a sua mente emocional para entender que você deve aceitar tudo é como é e, ao mesmo tempo, agir do modo mais inteligente e estratégico possível para encontrar a melhor solução, visando sempre a evolução.

É preciso que você aceite a vida como ela é. É preciso que você se aceite como você é. É preciso que você aceite as pessoas como elas são.

Praticar a aceitação não é fácil, mas faz parte do nosso processo de evolução. Aceitar também é um treino. Você treina a aceitação, assim como treinou escovar os dentes depois de uma refeição ou levantar da cama quando o despertador toca. Qualquer habilidade emocional pode - e deve - ser treinada. A aceitação é mais uma delas.

A aceitação gera melhorias na maneira como você enxerga o mundo, enxerga a si mesmo e enxerga as outras pessoas. Quando começa praticar a aceitação você evolui como ser humano porque você se torna mais autoconfiante, sereno, paciente, empático, pacífico, feliz.

Você reduz o estresse, a tristeza, a preocupação exagerada, os medos e as inseguranças que nos cercam.

Na minha visão, precisamos entender e praticar os 3 tipos de aceitação citados:

  1. Aceitação da vida.
  2. Aceitação de si próprio.
  3. Aceitação das pessoas.

Aceitação da Vida

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 5

A aceitação da vida representa a aceitação geral das situações, principalmente as situações difíceis que enfrentamos. É aceitar qualquer situação exatamente como ela se apresenta e agir proativamente para criar a melhor solução e viver a evolução.

Por exemplo, digamos que alguém bata no seu carro. Nesse caso, geralmente a nossa reação instintiva é ficar com raiva, brigar, esbravejar e reclamar do mundo.

Só que o problema nunca é o problema. O problema é o obstáculo que você cria mentalmente – a falta de aceitação – entre você e o fato.

O problema não é o fato de que alguém bateu no seu carro, o problema é o obstáculo mental, proveniente da falta de aceitação, que você criou na sua cabeça.

Você percebe como entender isso é poderoso?

Mas você nunca pode aceitar de forma passiva, aceite de maneira proativa. Você aceita e age para encontrar a melhor solução para a sua vida.

Na situação hipotética apresentada, ao invés de reclamar da vida – uma reação que não levará você a lugar nenhum –, é preciso agir com maturidade emocional suficiente para fazer o que precisa ser feito para solucionar o ocorrido.

Ou seja, você aceita a situação que a vida apresentou para você, mas você não se vitimiza, não fica conformado, você toma uma atitude para crescer, você age para encontrar a melhor solução e, principalmente, para evoluir como pessoa.

O fato é que nós buscamos viver uma vida perfeita, uma vida sem problemas ou dificuldades, mas a verdade é que essa vida não existe.

E então nos deparamos com uma grande questão: como aceitar as situações que não podemos mudar, sem dar lugar ao conformismo?

Um Processo do Desenvolvimento

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 7

Mantenha uma certeza na sua cabeça: tudo o que você vive faz parte de um processo. Tudo o que você passa faz parte do processo para se tornar quem você está se tornando. As situações que enfrenta moldam você e a sua vida.

Diante disso, para conseguir aceitar os momentos difíceis, tenha a consciência de que você pode aprender e evoluir até mesmo nas piores dificuldades.

Porque a verdade nua e crua é que, em toda situação ruim, ou você não aceita, reclama, não aprende, não resolve e não evolui, ou você aceita, aprende, resolve e evolui.

Diante de todo problema você pode se tornar melhor, você pode desenvolver as suas habilidades emocionais através das circunstâncias. E isso vai muito além de um papo superficial de autoajuda. Não é o simples "você pode, você consegue, você é demais!"

Não! É o jogo do desenvolvimento pessoal. Você não aprendeu habilidades emocionais, nunca ninguém ensinou para você. Então você estava à deriva, sendo levado pelas circunstâncias e pelas suas emoções.

Só que agora você está aprendendo, então você pode escolher começar a jogar o jogo emocional como o motorista e não mais como o passageiro, entendeu?

É um processo de evolução, é um processo de desenvolvimento de habilidades. E desenvolver habilidades não é fácil, exige treino.

Para treinar a sua habilidade, diante de toda situação ruim que surgir na sua vida, pense no que você pode aprender com a situação que a vida apresenta para você.

Por mais catastrófico que seja, como você pode melhorar a si mesmo e evoluir?

Depois disso, o próximo passo é parar de reclamar e começar a pensar em como agir. Olhe em sua volta, respire fundo e se pergunte sobre como você pode agir para mudar e transformar a situação que você está vivendo.

Esse é o jogo. É assim que você se torna o mestre de si mesmo. Não é mais a situação que manda em você, é você que manda na situação.

Porque toda e qualquer realidade que você vive é apenas uma interpretação do seu cérebro. Você está interpretando a sua realidade a partir de padrões estabelecidos há muitos anos. Só que esses padrões cravados no seu cérebro não são os mais eficazes.

Não são os mais eficazes, justamente porque você não aprendeu a jogar o jogo da inteligência emocional como condutor, mas sim como conduzido. Você não aprendeu a jogar como protagonista, mas como vítima. Então você pode escolher reinterpretar o mundo e as situações.

E logicamente, existem casos em que realmente não há como mudar uma situação ruim. E aí também é um dever seu, como ser humano, aprender a lidar com a dor tendo ciência de que ela também é importante e, inevitavelmente, faz parte da vida.

Dificuldades preparam pessoas comuns pra destinos extraordinários.

C.S. Lewis

O Problema Não é o Problema

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 9

Mantenha sempre na sua cabeça o fato de que o problema não é o problema. A falta de aceitação é o grande problema.

Eu sei que não é fácil aceitar as situações difíceis. Mas evoluir como pessoa não é fácil, não é qualquer pessoa consegue - e que está disposta a tentar.

Mas você que estuda sobre desenvolvimento pessoal, que busca por conteúdos desse gênero, faz parte de uma minoria. Você faz parte de uma minoria que está jogando outro jogo, que está jogando um jogo fora da superficialidade.

Você que busca sempre melhorar, não é qualquer pessoa. E é exatamente com você, que busca a evolução contínua, que busca todos os dias se tornar a sua melhor versão, que sabe que pode evoluir, que eu falo.

Aceitação de Si Próprio

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 11

Vivemos em um século que é absolutamente único. Nunca houve acesso à informação de forma tão abrangente, rápida, prática e fácil.

Nunca existiu facilidade tão grande de comunicação entre pessoas, de curta e longa distância, e com tanta agilidade.

Mas tudo tem prós e contras.

Em 1999 o sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman tratou sobre um conceito impressionante: modernidade liquida.

O conceito, abordado no livro Modernidade Líquida, é um sucesso nas ciências sociais. Bauman afirma que com a modernidade e a revolução tecnológica que surgiu no século XX, passamos a viver tempos “líquidos”. Isso significa que vivemos em tempos em que tudo é muito fluido, leve, sem importância.

Vivemos em tempos onde tudo é facilmente descartado. As pessoas trocam as coisas com grande facilidade e com pouco sentimento de perda.

Mas o que isso tem a ver com aceitação?

Um mundo rápido, transitório, onde as coisas param de ter importância facilmente, afeta diretamente as nossas relações sociais, a forma como vemos as pessoas e a nós mesmos. E isso tem tudo a ver com aceitação.

As relações sociais se tornaram frágeis ao ponto de simplesmente pensarmos que podemos descartar as outras pessoas quando enxergamos um problema - com um botão eu "excluo" uma pessoa da minha vida.

Dessa maneira nunca aprendemos a lidar com a aceitação do diferente, não aprendemos a lidar com os problemas mais difíceis e não aprendemos a aceitar as dificuldades da vida.

O resultado disso é que vivemos muito descontentes com as pessoas em nossa volta e, pior ainda, com nós mesmos. Desaprendemos a nos relacionar como seres humanos e desaprendemos também que nós, humanos, somos falhos, cheios de defeitos e erros.

A não aceitação do outro afeta a nossa própria auto aceitação. Nos tornamos fracos diante da aceitação, nossa capacidade de aceitar diminui muito.

A Dificuldade em Aceitar a si Mesmo

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 13

Além disso, a vida social online cria ainda mais dificuldades na sua capacidade de aceitar a si mesmo.

Você já se sentiu triste ao abrir as suas redes sociais?

Você abre o Instagram e vê mansões, carrões, pessoas lindas, em forma, em belos lugares etc., mas, ao mesmo tempo, você olha para si mesmo e percebe que está bem longe de ser aquilo que tanto admira na tela do seu celular.

Você vê aquela pessoa que está na sua lista de amigos, que não passa de um desconhecido, em uma viagem de férias para um lugar paradisíaco, justamente no mês em que você mais está se matando de trabalhar, e você se frustra.

Ver coisas boas e bonitas é errado? Claro que não. Mas se você não gerenciar as suas emoções, isso pode trazer grandes problemas para a sua vida.

Porque com o bombardeio de fotos e vídeos de "vidas perfeitas", que são apenas recortes de realidade, fragmentos do todo, você tende a olhar para si mesmo, para o que você tem e conquistou, e você se compara.

Essa comparação gera uma grande dificuldade para que você consiga aceitar a sua vida e a si mesmo.

Só que como eu disse, são fragmentos da realidade.

Você já parou pra pensar nisso?

Aquilo que você enxerga como um padrão perfeito para vida dos sonhos é apenas um pequeno pedaço de um quadro muito maior, que não aparece na tela.

É difícil, quando você está passando por problemas, abrir as suas redes sociais e encontrar todos super felizes, completamente realizados no trabalho e nos relacionamentos.

Inevitavelmente você olha para a sua vida, com complicações e dificuldades, assim como a minha, assim como a de todos, e pensa que você está errado de alguma forma, pensa que está fazendo algo muito errado porque, aparentemente, todos estão felizes, mas você não.

Entender que a vida online é só uma pequena parte da realidade ajuda muito você em seu processo de auto aceitação.

Veja bem, como eu já disse no começo do artigo, aceitação não é resignação. Ou seja, não quer dizer que você deve se contentar em não buscar o melhor para si mesmo e para sua vida.

O meu ponto aqui é que, para começar a se auto aceitar, é preciso entender que a vida “virtual” é uma pequena parte do grande quebra-cabeças da vida real.

Então eu proponho que você faça uma autoanálise refletindo sobre algumas questões:

  • Você é feliz sendo quem é e tendo conquistado o que conquistou?
  • Se a sua resposta para a primeira pergunta foi "não", você sabe o que pode fazer para mudar isso? Você acredita que consegue mudar essa situação? Você já começou a agir para mudar a sua situação de descontentamento?
  • Ao abrir as suas redes sociais você sente felicidade ou tristeza por se sentir atrasado e ultrapassado pelas outras pessoas?
  • De onde surgem os padrões que fazem você querer se tornar outra pessoa e conquistar muito mais do que você já tem?
  • Os seus sonhos são realmente os seus sonhos ou desejos porque você enxerga todos realizando e aparentemente as pessoas são felizes realizarem?

Pare por alguns minutos e reflita a respeito de tudo isso.

Praticando a Auto Aceitação

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 15

As dificuldades que encontramos na auto aceitação não surgem apenas do nosso interior, mas também de um contexto social bem mais amplo. Então você precisa aprender a praticar a auto aceitação.

A auto aceitação envolve alguns processos trabalhosos e demorados. E isso requer, antes de tudo, honestidade da sua parte. Honestidade para olhar para si mesmo e buscar o autoconhecimento.

A aceitação de si mesmo envolve alguns aspectos importantes que você precisa desenvolver: autoestima, amor e respeito próprio.

Você consegue se aceitar quando reconhece que se ama do jeito que é e que não há nada de errado em ser quem você é.

E você só pode aceitar o ser humano que você se tornou a partir do momento em que você respeita a sua história, tudo aquilo que você passou e ajudou você a se tornar quem você é hoje.

Honre a sua história porque ela é a responsável por você ter chegado até aqui. Foi a sua história, cheia de acertos, falhas, dificuldades e alegrias, que fez você se tornar o ser humano único que você é.

Para praticar a auto aceitação, olhe para o seu passado e compreenda que tudo o que passou não só foi importante, mas obrigatório para você se tornar quem você é hoje. E a pessoa que você é hoje está construindo quem você vai ser amanhã. Orgulhe-se disso.

A vida é formada por processos e fases. É preciso aprender a respeitar cada processo para que você encontre a verdadeira felicidade em si mesmo. A auto aceitação é um processo, mais um deles, pelo qual você deve passar.

Não Aceite Não Ser Aceito

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 17

Vivemos em tempos em que os relacionamentos abusivos têm se tornado cada vez mais complicados e frequentes.

O principal problema dos relacionamentos abusivos é que uma pessoa acaba aceitando situações humilhantes e degradantes justamente por acreditar que não merece mais.

Só que quando você se aceita e se respeita, você sabe quais tipos de relacionamentos é preciso eliminar da sua vida, principalmente todas aquelas pessoas que querem fazer você acreditar que você vale menos do que é.

Um dos grandes problemas da falta de auto aceitação é que, querendo ou não, todos querem ser aceitos. Quando você não se aceita, você busca o tempo inteiro a aceitação dos outros. Você precisa dessa afirmação, mesmo quando ela não é dada por você.

Mas como diz Steve Maraboli, um autor e palestrante motivacional norte-americano:

Quando eu me aceito, me liberto do peso de precisar que você me aceite.

Você Não Precisa da Aceitação Alheia

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 19

Quando se aceita você para de buscar pela aprovação das outras pessoas. Porque quando se aceita você se sente feliz consigo mesmo, com quem você está se tornando. Você acredita que está tudo bem, mesmo quando as pessoas ao seu redor não aceitam você.

Eu tenho algumas dicas importantes para você praticar a auto aceitação:

  • Invista em projetos que você acredita, mesmo quando as pessoas ao seu redor não acreditem neles tanto quanto você;
  • Entenda que opiniões e críticas alheias podem ser importantes, mas elas não definem você. É você quem se define;
  • Faça as pazes com o seu passado e extraia dele toda a experiência e aprendizado que você puder. Você está construindo um novo futuro, não há motivos para guardar dores e mágoas passadas;
  • Exclua da sua vida as pessoas tóxicas, esteja próximo daqueles que apoiam você – mesmo quando eles não entendem 100% você;
  • Saiba que não se aceitar faz parte do processo de auto aceitação.

Você precisa acreditar em si mesmo, ter confiança e se amar o suficiente para se colocar em primeiro lugar. Mas entre a auto aceitação e a arrogância existe uma linha muito tênue.

Cuidado para que, ao começar a se aceitar, você não se torne arrogante e soberbo, inflando o seu ego.

A auto aceitação envolve você se reconhecer como uma pessoa que merece amor, respeito e cuidado próprio.

Para se auto aceitar você deve aprender que ainda tem muito o melhorar, e que você vai conseguir mudar, no seu próprio tempo. Quando aprende a se respeitar você não força o seu tempo, você adquire a consciência de que cada pessoa é única e diferente.

Aceitar-se não quer dizer que você não enxerga os seus defeitos, falhas e erros. Mas que você está caminhando para se tornar uma pessoa melhor respeitando o seu tempo, as suas limitações e tendo consciência de suas qualidades também.

É algo que envolve paciência. É preciso reprogramar a sua forma de pensar, romper com antigos padrões e abrir mão dos extremismos.

E também é preciso tomar muito cuidado com uma grande armadilha. Porque muitas vezes uma pessoa pensa que “nasceu assim, cresceu assim, e vai morrer assim.” Nesse caso, a pessoa aceita todos os defeitos e, inclusive, se “orgulha” deles.

Pode parecer que ela é feliz se auto aceitando e não se importa com a opinião dos outros, mas na verdade ela está com medo de ter que se submeter a um processo de mudança.

A pessoa tem medo justamente porque sabe que mudar envolve trabalho, gasto de energia e honestidade consigo mesma para poder olhar bem para dentro de si e criticar tudo aquilo que precisa melhorar.

Mudar é difícil, então é muito mais fácil “aceitar” as coisas como são, mesmo sentindo grande incomodação e até mesmo infelicidade.

Portanto tome cuidado para não cair nesse erro.

Aceitação Das Pessoas

O Que é Aceitação e Por Que Você Deve Descobrir Agora? 21

Aceitar os outros envolve respeito, empatia e paciência. Aceitar a si mesmo já é difícil. Mas tão difícil quanto isso, ou até mais, é aprender aceitar as outras pessoas como elas são.

O egocentrismo nos ensina que tudo gira em torno de nós mesmos e que as pessoas devem sempre nos servir e agradar. Quando o outro não supre as nossas expectativas, a pensamos que ele errou e falhou conosco.

É difícil aceitar as pessoas como elas são quando discordam de nós, não ouvem os nossos conselhos e seguem um estilo de vida que jamais seguiríamos.

O segredo para viver em paz com todos consiste na arte de compreender cada um segundo a sua individualidade.

Federico Luis Jahn

O primeiro passo para aceitar o outro é a empatia. A empatia é uma habilidade emocional que deve ser treinada e desenvolvida. Para ser empático é preciso enxergar o mundo da outra pessoa através das lentes dela, e não a partir das lentes que você usa.

Lembra quando eu falei que você deveria honrar a sua história porque foi ela que trouxe você até aqui? Pois é, todas as pessoas têm uma história a ser honrada.

Do mesmo jeito que a sua história formou você, o seu caráter, as suas qualidades, os seus defeitos e o seu jeito de pensar e agir, a história das outras pessoas formou-as exatamente como elas são.

Tudo o que você é hoje resulta de todas as experiências e vivências que você teve desde que nasceu. O que a outra pessoa é também resulta de todas as experiências e vivências que ela teve desde que nasceu.

Se você fosse a outra pessoa você seria exatamente igual a ela. Sabia disso?

Quando entende esse conceito você se torna mais empático e compreensivo e passa a compreender e aceitar melhor os outros.

Arthur Schopenhauer, um filósofo alemão do século XIX, dizia que:

Indignar-se com a conduta do outro é tão tolo quanto se zangar com uma pedra que rola em seu caminho.

O que uma pedra rolando morro abaixo pode fazer a não ser rolar?

O que uma pessoa que age ou pensa do jeito que pensa pode fazer a não ser agir e pensar exatamente do jeito que faz?

O que você, agindo do jeito que age e pensando do jeito que pensa, pode fazer a não ser exatamente quem você é?

Você entende o que eu quero dizer?

Se você tivesse nascido, crescido e vivido exatamente aonde a pessoa que você não consegue aceitar nasceu, cresceu e viveu, você seria exatamente igual a ela.

Ao entender e aceitar esse fato você se torna muito mais empático e consegue dar mais um passo em direção à aceitação das outras pessoas.

Ninguém é perfeito, todos erram e cometem falhas, mas é preciso aprender a respeitar e compreender o outro exatamente como ele é.

Lembre-se sempre: você seria exatamente igual ao outro, caso você fosse ele.

Além disso, temos que lembrar que não somos o centro do universo. A vida dos outros não gira em torno da nossa. A vida é uma grande rede de ligações.

Ninguém é obrigado a mudar quem é para que você possa aceita-lo. Você pode não concordar, mas você deve aceitar.

Citando mais uma vez Schopenhauer:

É preciso reconhecer o direito de cada um de viver de acordo com o próprio caráter, qualquer que seja ele: o importante é que todos se empenhem em fazer uso do caráter alheio de maneira compatível com sua natureza, em vez de tentar mudá-lo e de condená-lo pelo que é. Esse é o verdadeiro sentido da máxima “Viva e deixe viver”.

Cada pessoa é única e precisamos aprender a amar as pessoas sem domina-las. Precisamos aprender a conviver com os outros lidando com as facilidades de suas qualidades e com as dificuldades de seus defeitos.

É um grande desafio aprender a aceitar as pessoas como são sem querer muda-las e domina-las. Mas é preciso respeitar e aceitar os outros e suas histórias, assim como desejamos que também nos aceitem e respeitem.

Só que aqui também existe um porém. Aceitar outra pessoa como ela é não significa que você deve abraça-la como sua melhor amiga.

Nem sempre você vai conseguir ser amigo de todas as pessoas, nunca vamos combinar todos com quem convivemos.

Aceitar uma pessoa significa respeitar a liberdade dela ser quem é e poder viver da forma que mais agrada a ela, mesmo que você não concorde.

Significa que você respeita e quer que o outro seja feliz sendo ele mesmo, com consciência de que ele não precisa mudar apenas para que você goste dele.

Mas isso não quer dizer que você precise suportar companhias que o desagradem e façam mal só porque você precisa aceitar as diferenças. E não significa também que você deve fica quieto frente àquilo que não concorda.

Aprenda a viver a arte do equilíbrio, que é a chave de uma vida sábia e feliz.

De forma geral:

  • As pessoas têm plena liberdade de ser quem são;
  • Cada um tem uma história única e você deve respeitar a todos, especialmente quando não sabe o que cada pessoa passou na vida;
  • Você pode conversar e debater, mas sempre mantendo o respeito pelos outros;
  • Jamais faça alguém se sentir inferior só porque você não gosta do jeito que a pessoa é.

Se você não consegue lidar com alguém, se discorda da forma como uma pessoa pensa, age e leva a vida, o melhor a fazer é respeitar, aceitar que ela é diferente de você e que, principalmente, ela é livre para viver como quiser.

E se for necessário, se afaste. Porque afinal, manter um relacionamento assim pode acabar sendo tóxico para você e para outra pessoa também.

A primeira lei da natureza é a tolerância; já que temos todos uma porção de erros e fraquezas.

Voltaire

Conclusão

Depois de tudo que foi exposto, tenho a certeza que você realmente entendeu o que é aceitação.

Agora você sabe que deve aceitar, sempre buscando a melhor solução e a evolução pessoal Aceitar as situações da vida como se apresentam, aceitar a si mesmo como você é, aceitar as pessoas como elas são.

Aceitação não é resignação, não é conformismo, não é vitimismo. Vítimas ficam resignadas. Líderes aceitam.

A aceitação é um processo muito importante dentro da sua jornada de desenvolvimento pessoal. Aceitando você aprende a viver com mais leveza e felicidade.

Eu espero, de verdade, que você tenha a coragem necessária para começar a mudar a sua vida aceitando as situações, as pessoas e a si mesmo.

E se você quiser continuar a sua jornada de crescimento pessoal, entre aqui agora e conheça o meu treinamento avançado de desenvolvimento humano.

Descubra como mudar de vida radicalmente e passo a passo.

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

18 Compart.
Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket