Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo?

Por que você acorda e levanta todos os dias da cama? Por que você segue a rotina que segue? Por que você faz o que faz?

Falaram que você deveria fazer isso? Mas qual é o sentido de tudo isso?

Afinal, qual o sentido da vida? A vida tem sentido? A vida não tem sentido?

Em certa medida, mesmo que inconscientemente, todos procuram entender qual é o propósito da vida, o grande sentido da existência.

A busca por sentido não começou agora. A procura pelo sentido da vida é, inclusive, uma grande questão filosófica.

Muitos preferem não se questionar sobre isso, embora dentro de si mesmos essa questão esteja sempre impulsionando suas ações.

É importante demais que você comece a refletir sobre qual é o sentido da vida, ao menos qual é o sentido da sua vida, qual é o sentido que você tem dado para a sua vida e como você tem vivido com base no sentido que você dá para a sua vida.

A busca por sentido é intrínseca do ser humano.

Chega um momento na sua existência que é impossível não fazer essa reflexão. E hoje você chegou no seu momento. Você quer encontrar essa resposta.

Então se você está aqui, continue comigo para descobrir qual é o sentido da vida e como você pode encontrar o sentido da sua vida.

Contestar o sentido da vida é a mais verdadeira expressão do estado do ser humano.

Viktor Frankl

ATENÇÃO
Antes de continuar a sua leitura você pode baixar gratuitamente o meu novo livro digital As 7 Poderosas Crenças Para Viver Uma Vida Sem Limites clicando aqui.

Por Que Encontrar o Sentido da Vida?

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 1

Por que precisamos encontrar um sentido na vida?

Existem muitas respostas para essa pergunta, mas a maior de todas é que o sentido da sua vida é o que move você, quer você saiba disso ou não.

O sentido da sua vida é a sua maior motivação e você age o tempo inteiro baseado nele. O sentido da sua vida o mantém vivo e faz com que você continue realizando tudo o que você realiza.

Quem está em depressão não enxerga mais sentido na vida. É encontrando o sentido da vida que você descobre o grande prazer de viver e, de fato, passa a viver ao invés de sobreviver.

Quando tem um forte motivo para viver você é impelido a querer viver de verdade. E então, a partir disso, você se torna capaz de passar – com alegria e coragem – por qualquer situação, por mais difícil que ela seja.

Qual é o Sentido da Vida?

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 3

Todo grande pensador, ao longo da história da humanidade, já refletiu em algum momento sobre o sentido da vida. Muitos teorizaram sobre o tema.

O sentido da vida não é uma questão simples de ser resolvida e debatida. A começar pelo fato de que você é único. Eu sou único. Somos indivíduos dotados de habilidades e preferências diferentes. Nossa genética é diferente.

Você até pode encontrar pessoas parecidas com você, pessoas que tenham afinidades, interesses, gostos e talentos semelhantes aos seus. Mas de forma alguma você vai encontrar alguém exatamente igual a você.

Cada ser humano é único e por isso lida com as questões do mundo em sua volta de forma única. Temos histórias, pensamentos, sentimentos e ações singulares.

O sentido da vida é, então, único para cada pessoa? Ou será que há algo que abrange todos os homens, mesmo com todas as diferenças entre cada um deles?

É preciso muito trabalho, pesquisa, reflexão e vivência para chegar a uma boa conclusão sobre qual é o sentido da vida. De uma forma geral, não existe consenso sobre o assunto.

Eu não vou entregar uma resposta pronta para você. Mas vou induzi-lo a refletir sobre a própria vida de maneira que você consiga encontrar o sentido da sua vida.

Procurando o Sentido da Vida

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 5

Os filósofos sempre foram pessoas que fizeram perguntas difíceis de serem respondidas. E dentre as perguntas mais difíceis da humanidade, se encontra a pergunta sobre o sentido da vida.

Platão já dizia que o homem é um ser que está em busca de significado. Nós queremos, naturalmente, entender o significado de tudo. Queremos saber o significado da vida, qual seu sentido e propósito maior.

Queremos entender qual é o significado da felicidade e onde podemos encontrá-la. Queremos entender, em contrapartida, qual é o significado da dor e o porquê temos que passar por ela também.

Para a filosofia antiga o sentido da vida consistia, primordialmente, em encontrar a felicidade. Mas a felicidade tem, logicamente, concepções diferentes. E pessoas diferentes encontram a felicidade de maneiras diferentes.

As religiões também têm uma visão própria sobre o significado da vida.

Para os budistas o sentido da vida é encontrar a felicidade absoluta, que não depende de fatores externos – como dinheiro –, e pode ser encontrada quando conseguimos acabar com todos os nossos sofrimentos.

Para os judaístas o sentido da vida se encontra na reverência perante a Deus e no cumprimento das leis divinas.

Para os cristãos o significado da vida é honrar e glorificar a Deus.

Além de filósofos e religiosos, muitos escritores famosos falaram a respeito do sentido da vida. Como por exemplo Franz Kafka, considerado um dos mais influentes escritores do século passado, que disse a seguinte frase:

O sentido da vida é que ela termina.

Há também aqueles que acreditam que o sentido da vida está nos sentimentos mais puros, como o amor. Sendo assim, o significado de viver está entrelaçado com as relações pessoais.

Cora Coralina, famosa poetisa brasileira, disse o seguinte sobre o significado da vida:

Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós. Mas sei que nada do que vivemos tem sentido se não tocarmos o coração das pessoas.

Já para a ciência, existem basicamente duas explicações para o sentido da vida. A primeira é a reprodução, isto quer dizer, ter filhos. A segunda é ser feliz contentando o sistema de recompensa que existe no cérebro humano.

Segundo Friedrich Tiedemann, que foi um anatomista e fisiologista alemão, o sentido da vida é:

Um questionamento que aponta a interpretação do relacionamento entre o ser humano e seu mundo.

Enfim, há muitas formas de pensar sobre o sentido da vida.

De maneira geral, a busca pelo significado da vida se dá a partir da contemplação filosófica e religiosa e a partir de investigações científicas a respeito de felicidade, consciência, existência e relações humanas.

Eu tenho as minhas crenças a respeito do sentido da vida e eu vou falar sobre isso agora.

Antes eu precisava mostrar várias crenças porque diferentes pessoas e diferentes culturas têm respostas diferentes para a pergunta do sentido da vida.

Conhecendo várias visões você se torna capaz de pensar criticamente sobre a particularidade única do significado da sua vida.

Viktor Frankl

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 7

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 9Viktor Frankl foi um importante psiquiatra austríaco que publicou relevantes livros a respeito do sentido da vida, como por exemplo o livro Em Busca de Sentido, mostrando como foi sua própria experiência em busca do sentido da vida.

Segundo Frankl, um dos maiores sofrimentos da vida humana é o vazio existencial gerado pela falta de sentido. Ou seja, quando você vive sem um propósito, sem encontrar o real significado da sua vida, você começa a sofrer tremendamente.

Todos os seres humanos sofrem, em determinados momentos e de diferentes modos, com esse vazio. Ele existe, é real e precisa ser solucionado.

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 11Porque quando você não pensa sobre o propósito da sua vida ou, pior ainda, não chega a uma conclusão satisfatória, passa a sofrer com diversos problemas.

Frankl afirma, em seu livro O Sofrimento de Uma Vida Sem Sentido, que quem não encontra o sentido da vida tende a preencher o vazio existencial de maneiras destrutivas: vício em drogas e pornografia, agressividade e tédio.

Frankl fala como encontrou o sentido da vida:

Encontrei o significado da minha vida, ajudando os outros a encontrarem o sentido das suas vidas.

Para Frankl, o sentido da vida surge a partir de um propósito. E eu acredito nisso também porque eu encontrei o sentido da minha vida no meu propósito.

Como Encontrar o Sentido da Vida?

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 13

Como eu disse, toda pessoa passa por situações únicas e lida de forma única com cada uma delas. Cada pessoa enxerga o mundo de maneira diferente, seja isso uma escolha pessoal ou não.

Por isso não há uma fórmula para que você encontre o grande sentido da vida. Existem reflexões para que você encontre por conta própria o sentido da sua vida.

E embora seja importantíssimo encontrar a resposta, ela pode demorar para surgir na sua mente e no seu coração. E está tudo bem. Apenas aprenda a respeitar o seu tempo. É um processo de desenvolvimento e amadurecimento.

Descobrir qual o sentido da vida é algo pessoal e, sendo assim, somente você pode encontrá-lo. O primeiro passo é refletir de verdade sobre isso.

Para que você possa refletir, eu vou falar mais sobre Viktor Frankl e Aristóteles.

3 Maneiras Para Encontrar Sentido

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 15

No livro Em Busca de Sentido, Viktor Frankl afirma que há 3 maneiras para que uma pessoa possa encontrar o sentido da vida:

  1. Criando um trabalho ou praticando um ato.
  2. Experimentando algo ou encontrando alguém.
  3. Tomando uma atitude em relação ao sofrimento.

Na primeira maneira, você pode criar um trabalho ou praticar um ato com um forte propósito por trás.

A segunda maneira é experimentar algo como a bondade, a verdade e a beleza através da natureza, cultura ou do amor.

Não necessariamente o amor precisa ser o amor conjugal. Um exemplo muito claro disso é quando você se torna pai ou mãe. Muitas pessoas encontram o sentido da vida nos filhos.

Por último, é possível encontrar sentido escolhendo como você vai reagir frente a um sofrimento inevitável, transformando o sofrimento em uma conquista. Quando você encontra um sentido para o sofrimento, ele deixa de ser sofrimento.

Por exemplo, voltando ao exemplo do filho, você pode sofrer todos os dias com uma rotina altamente estressante e desgastante, realizando um trabalho que você odeia.

Mas quando por esses momentos difíceis porque você sabe que vai fazer com que o seu filho se sinta seguro, amado, protegido, cuidado e feliz, você encontra sentido no sofrimento.

Aristóteles

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 17

Aristóteles afirmou que existem duas maneiras para que uma pessoa encontre felicidade na vida: hedonismo e eudemonismo.

O hedonista encontra a felicidade nos prazeres imediatos e autocentrados. O eudemonista encontra a felicidade em um sentido e propósito.

Você é em parte hedonista em parte eudemonista, você precisa de prazeres e precisa de propósito, porque as duas vertentes estão ligadas à nossa evolução.

Comida e sexo, grandes prazeres, nos fizeram evoluir e sobreviver como espécie. Por outro lado, ajudar as outras pessoas nos dá senso de sentido e propósito.

Somos seres sociais e, assim como no passado, quem ajuda os outros criando comunidades cooperativas tem mais chances de sobreviver. As necessidades sociais são tão básicas quanto a busca pelo prazer.

Então, somando Frankl e Aristóteles, você pode encontrar o seu propósito.

Você pode criar um trabalho ou praticar um ato, experimentar algo ou encontrar alguém e tomar uma atitude em relação ao sofrimento para encontrar propósito.

Propósito: Ajudar Pessoas

Qual o Sentido da Vida: O Que eu e Você Estamos Fazendo? 19

O seu propósito sempre estará ligado com o fato de ajudar outras pessoas. Sempre. Não importa de qual maneira você encontre o seu propósito.

O meu trabalho gera grande senso de propósito porque eu amo ajudar as pessoas impactando-as através do desenvolvimento pessoal.

Quando você encontra o propósito nos seus filhos ou em uma pessoa amada, você está ajudando essas pessoas.

Por último, Viktor Frankl conta que nos campos de concentração ele conseguiu dar sentido ao sofrimento porque pensava em como seria o dia em que se reencontraria com sua esposa.

No fundo, as outras pessoas estão sempre ligadas ao seu propósito. É assim que você pode encontrar o seu propósito e por consequência sentido na vida.

Encontrar o seu propósito de vida pode ajudá-lo a encontrar o sentido da vida.

É somente quando descobre o seu propósito de vida que você começa a viver com mais paixão e alegria, afinal você passa a ser motivado por algo muito maior e mais forte do que simples objetivos e metas.

Quando entende o seu propósito e trabalha por ele você sente que está fazendo algo importante.

Seja em grande ou pequena escala, você sente realização porque percebe que está fazendo a sua parte e está realizando aquilo que deve realizar. Obviamente, isso é extremamente prazeroso.

Às vezes você se sente incapaz e pensa que está difícil demais, mas é importante que você confronte a si mesmo para que consiga se conhecer de verdade e amadurecer.

Lembre-se que não adianta fazer muitas coisas, alcançar metas, traçar novos objetivos, se você nem sabe o porquê está fazendo tudo isso.

Há pessoas que dedicam uma vida inteira a um trabalho e nunca encontram plena satisfação no que fazem.

Isso acontece porque elas nunca encontram um verdadeiro propósito naquilo que fazem, porém não significa que não havia um propósito, mas sim que nunca foi descoberto.

Conclusão

Em algum momento todos vão sentir um vazio inexplicável e precisarão se confrontar. Você fez isso hoje.

É o sentido da vida que, no final das contas, acaba com esse vazio existencial dando sentido para as suas principais ações, quer você esteja ciente disso ou não.

A pergunta “qual o sentido da vida?” é feita há milhares de anos e passa por muitas lentes da filosofia, religião e ciência.

Não há como falar sobre um sentido da vida exclusivo para todos os seres humanos porque ele difere bastante.

Eu encontrei o sentido da minha vida encontrando o meu propósito – e é isso que eu sugiro que você faça.

Encontre o propósito da sua vida porque ele vai trazer sentido para a sua vida.

Não há problema nenhum em ter um propósito de vida diferente da maioria das outras pessoas, contanto que ele gere satisfação, realização e sentido na sua vida.

O grande problema é não encontrar o seu propósito, porque assim você permanece andando na escuridão e não consegue se motivar.

Seja lá qual for o seu propósito, ele sempre estará ligado ao fato de ajudar pessoas. Então vá em frente e encontre o seu propósito.

Você já sabe qual é o seu propósito? Tem uma ideia do que dá sentido para a sua vida?

Deixe o seu comentário!

E se quiser continuar o seu processo de evolução e aprimoramento pessoal, faça parte do meu treinamento online avançado de desenvolvimento humano.

Garanta agora seu livro grátis para descobrir e copiar as 7 crenças que todas as pessoas de sucesso cultivam.

Sobre o autor

Rafael da Luz

Não existem limites, existe conhecimento. Você se torna capaz de alcançar qualquer sonho na vida quando aprende a se desenvolver como ser humano. O desenvolvimento pessoal é o caminho para que você realize tudo o que mais deseja na vida. Por isso, engrandeça.

Adicione um comentário

Compartilhar
Twittar
WhatsApp
Pocket